Mostrando todos los resultados 12

CULTURA DA MODA E GLOBALIZAÇÃO

CULTURA DA MODA E GLOBALIZAÇÃO

Para a grande maioria do público poderá ser uma surpresa que a cultura da Moda e a Igreja possam ter algo em comum; contudo, a exposição no Metropolitan Museum pretende mostrar essa parceria, de séculos, através da exibição de peças de vestuário e ornamentos que pertencem ao espólio da Igreja e que têm sido uma fonte de inspiração para os grandes criadores de Moda. Mas não se fixa apenas em uma única vertente, o cardeal Gianfranco Ravasi pretende ir mais longe. Cultura da Moda e Globalização: Os sacerdotes de um novo culto, é um trabalho de investigação, realizado ao longo de quase duas décadas, entre 1991 e 2008, onde a autora demonstra a profunda relação que existe entre a cultura da Moda e o Humanismo cristão. Através de um amplo suporte bibliográfico de revistas de moda a autora desenvolve o seu tema a partir da análise de artigos e reportagens fotográficas sobre a indústria da cosmética, dos perfumes, da joalharia, da arquitectura, pelos desfiles dos grandes criadores de moda, etc., de forma a concluir que o principal objectivo da cultura da Moda é a edificação de um mundo novo e a projecção de o ideal de uma nova Jerusalém. A actualidade e pertinência desta obra são as mesmas que revestem a iniciativa de Ginfranco Ravasi ao firmar uma parceria entre o Vaticano e a Revista ?Vogue?. Não se trata apenas de fazer pontes ao nível cultural mas de conduzir os crentes e os não-crentes ao âmago da questão.

JESUS DE GENEZARÉ

JESUS DE GENEZARÉ, 1º VOL

– O método exegético bíblico. – O ?mistério? e a imagem histórica de Jesus. – O baptismo de Jesus (e os 2 tipos de baptismo: da morte e da Vida). – As 3 tentações de Jesus (e o seu significado). – A Boa Nova do Reino de Deus. – O Sermão da Montanha: as Bem-aventuranças, a Torah e os 2 tipos de Lei (da morte e da Vida), a concepção do/s sábado/s, e o sentido do 4.º mandamento (e a distinção entre o pensamento hebraico-judaico e o cristão). – O Pai Nosso. – Os Discípulos e os Apóstolos. – A Mensagem das Parábolas (natureza e finalidade, sentidos e significados): do Bom Samaritano, do Filho Pródigo, e do rico avarento e do pobre Lázaro. – A questão e as imagens joaninas (da água, da videira-vinho-sangue, do trigo-pão-carne e do pastor). – A confissão de Pedro (sobre Jesus) e a Transfiguração de Jesus. – As auto-identificações de Jesus (como o Filho do Homem, o Filho, e ?Eu sou?)

A MULHER NA IGREJA CATÓLICA

A MULHER NA IGREJA CATÓLICA

O desafio foi lançado pelo Papa Francisco por ocasião do encontro com os jornalistas no voo Manila-Roma: ainda não se fez uma profunda teologia da mulher na Igreja e é necessário fazê-la. Secundando os constantes apelos que Francisco tem lançado sobre a necessidade de escutar o pensamento da mulher na Igreja Católica, este livro identifica os sólidos fundamentos dessa teologia. Através de uma ampla documentação bibliográfica, a autora analisa os obstáculos culturais e ideológicos que tem obstaculizado a missão da mulher católica na Igreja e na sociedade, dado que a sua redescoberta é central nas actuais tensões entre vanguardas progressistas e gnosticismo conservador na Igreja Católica. Um caso particular destas tensões ocorre na Prelatura da Santa Cruz e Opus Dei. Sendo esta um apostolado do Papa, incrustado na hierarquia da Igreja, este livro toma como referência o lugar da mulher nesta instituição eclesiástica para ilustrar os avanços e recuos quanto ao protagonismo da mulher na viragem epocal que vivenciamos. No contexto da reforma litúrgica, bíblica e ecuménica da primeira metade do século XX, o sacerdote Josemaría Escrivá promoveu activamente a mulher e o diaconado feminino permanente. Avança na linha da Reforma a par de iminentes teólogos progressistas como Romano Guardini, Yves Congar, Hans Urs von Balthasar, Henri de Lubac, Jean Daniélou, Joseph Ratzinger, para de imediato recuar, no movimento pós-Vaticano II. Nesta obra identificam-se os obstáculos que aí se interpuseram, explica-se de que modo Francisco avança na reforma da Igreja – e, indirectamente, também da Prelatura – e abre amplas perspectivas à consolidação da identidade da mulher na Igreja, face ao feminismo radical e às ideologias de género. 30 de Janeiro de 2017 Eugénia Tomaz

OS INIMIGOS DO PAPA FRANCISCO

OS INIMIGOS DO PAPA FRANCISCO

«Se sofrer um atentado», confidenciou o Papa Francisco quando se encontrava nas Filipinas em 2015, «só peço a graça de que não me deixe em mau estado. Não sou corajoso. Tenho medo da dor física, mas também tenho uma boa dose de inconsciência.» Nessa visita a Manila, graças a uma série de operações, foram neutralizadas células islamitas suspeitas de querer assassinar o Papa… Mas os extremistas islâmicos não são os seus únicos inimigos. A vida de Bergoglio está constantemente em perigo e ele sabe-o. Já o disse em privado e deu-o a entender em público. Francisco tem a perfeita noção de que as suas declarações sobre a homossexualidade, o divórcio, os refugiados, o capitalismo exacerbado, a excessiva concentração de riqueza, o narcotráfico ou o tráfico de seres humanos lhe têm valido olhares de desconfiança, críticas ferozes ou até mesmo ameaças de morte veladas. Os seus inimigos estão espalhados pelo mundo inteiro e nas mais diversas áreas de atuação. Encontram-se em sacristias, bairros de lata, paraísos fiscais, corredores de poder ou rotas de tráfico. Envergam a mitra de bispo, o turbante de mujaheddin, a gravata de um banqueiro, a camisa de linho de um oligarca ou as botas sujas de lama de um traficante de seres humanos. Depois de uma exaustiva investigação, o jornalista Nello Scavo apresenta-nos um livro inquietante sobre os inimigos de uma das figuras mais amadas do planeta e sobre os meandros do Vaticano, atribuindo nomes a rostos que costumam ficar na sombra. Quem são os que querem calar, desacreditar ou mesmo matar o Sumo Pontífice?

FÁTIMA

FÁTIMA

Uma releitura crítica sobre o fenómeno das visões ocorridas na Cova da Iria há 100 anos, partindo da situação sociocultural de Portugal e da Europa e da realidade familiar e psicológica das personalidades envolvidas.
Esta obra coloca ao serviço do grande público uma leitura que congrega o conhecimento das fontes com uma visão cristã de um fenómeno religioso de origem popular, sucessivamente apropriado e relido, reinterpretado ao compasso da Historia e sempre aberto no horizonte do futuro. Contribui para percebermos como as visões dos pastorinhos se transformaram numa proposta de alcance internacional. Que visão de Deus e do mundo propõem? Que capacidade de futuro encerram? Reforçam ou debilitam a forma especificamente cristã de viver ao estilo de Jesus? Fátima permite regredir ou amadurecer uma vivência cristã? O momento histórico, nas suas dimensões sociopolíticas, culturais e religiosas é o húmus onde as «revelações privadas» são acolhidas. As visões interiores acontecem no tecido real da situação concreta, qual provocação para avisar a humanidade, com sentido profético, dos passos falsos e suscitar atitudes verdadeiras diante de perturbações exigentes de conversão. Graças à consulta de material do Archivio Segreto Vaticano, o autor revela nestas páginas o processo da escolha do primeiro bispo da diocese de Leiria e traz à luz novos dados sobre a política portuguesa entre 1917 e 1930. Além dos videntes, fala-nos de personagens essenciais a Fátima, como o Padre Manuel Formigão e o Bispo D. José Correia da Silva. Se Fátima permanece com notável impacto não se deve apenas à autenticidade simples e infantil dos seus inícios, mas à capacidade que tiveram os mediadores dos factos e da mensagem, a começar pela própria Lúcia, dotada de uma vida longa, para retirar da imagética rudimentar uma resposta às situações históricas vividas pelas pessoas, individualmente mendigas de sinais de Deus, que recarreguem a sua vida de sentido e iluminem os passos obscuros da sociedade nas sucessivas crises e dificuldades.

NOS BRAÇOS DE UM ANJO

NOS BRAÇOS DE UM ANJO

Baseado numa Historia verídica de sobrevivência e de luta contra o cancro da mama. Além de relatar factos reais desta temível doença, é também englobada numa Historia de pura ficção, que nos leva ao reencontro com o nosso íntimo para nos questionar sobre o mistério da vida. Principais temas: Fé, Amor, força, coragem, vontade de viver, positivismo, esperança e uma viagem dentro da alma que dará que pensar?

A MÃE DA MARIA

A MÃE DA MARIA

A Maria nasceu com uma deficiência genética única no mundo e uma esperança de vida de 48 horas – mas trocou as voltas a todas as previsões pessimistas. Não apenas no que diz respeito ao desfecho do seu nascimento. A mãe, Ana, e o pai, Jorge, poderiam fazer parte da grande percentagem de casais que veem nascer um filho deficiente e que depois se separam. No entanto, foram perseverantes e, hoje, estão mais unidos do que nunca. Dezasseis anos depois, é uma evidência para esta família, da qual também fazem parte os irmãos mais novos de Maria, que venceram um enorme desafio e que a convivência diária com alguém tão especial se tornou numa lição de vida preciosa e numa fonte de amor inesgotável. Esta é a Historia de Ana Rebelo, a mãe da Maria, uma mulher que teve medo, como qualquer um de nós teria no seu lugar, mas que se deixou levar pela esperança. Uma Historia de vida autêntica e intensa, onde cabem preocupações, incertezas, conquistas, alegrias e muitas, muitas escolhas. «A fragilidade que encontram neste livro torna-me capaz de olhar para o mais fundo de mim e continuar a acreditar que conseguirei sempre dar a volta. Faz-me aceitar a minha vulnerabilidade e deixar de ter medo de a expor. Se em si, querido leitor, despertar o mesmo, ficarei verdadeiramente feliz.» Ana Rebelo

LUGARES SANTOS DE PORTUGAL

LUGARES SANTOS DE PORTUGAL

De norte a sul de Portugal continental, aos Açores e à Madeira, Lugares Santos de Portugal dá-nos a conhecer não só alguns dos nossos mais belos santuários, mas também a sua Historia e as lendas e festas religiosas a eles associadas.
Este livro foi pensado para um público não especializado, que procure referências a locais, tradições e devoções, levando-nos numa viagem pela vivência religiosa histórica e tradicional portuguesa, caldeada na noção judeo-cristã de um Deus que se manifesta nos cumes dos montes, nas árvores, na água, nas grutas, na fundura dos vales, quase sempre para dizer a quem o procura: “Constrói-me aqui uma casa porque quero morar contigo.”

O EXORCISMO DE ANA C.

O EXORCISMO DE ANA C.

Depois de deixar a cabeça de uma galinha preta no Mosteiro de São Bento da Porta Aberta, de ter recorrido a cartomantes, a medicinas alternativas ou ao feng-shui para resolver um mal-estar violento e alegadamente inexplicável à luz da ciência, Ana C. é aconselhada a recorrer a um exorcista. Sendo médica e uma mulher habituada a olhar para a vida de modo racional, Ana C. desconfia deste conselho, mas rapidamente se convence de que a sua cura passa por procurar ajuda divina. Após a inesperada morte do seu pai, Ana não descansou enquanto não se assegurou de que a alma do progenitor estava em descanso. Mas dizem-lhe que procurar caminhos alternativos para encontrar uma resposta para as suas dúvidas fez com que se afastasse de Deus e abrisse o seu corpo ao Diabo, permitindo que este se apoderasse da sua alma. De repente Ana C. vê-se refém de uma violenta possessão demoníaca. O padre Quinteiro fica responsável por este exorcismo, que se revela difícil e lento. Esta é a Historia verídica de Ana C. que, em pleno século XXI, no Norte de Portugal, afirma ter sido vítima de uma possessão demoníaca e ter sido salva somente depois de o padre Quinteiro a ter exorcizado. Um livro inquietante centrado na temática do Diabo e dos exorcismos. Um assunto sensível, polémico e tantas vezes evitado, que voltou à ordem do dia quando, a 19 de Maio de 2013, um domingo de Pentecostes, em plena Praça de S. Pedro, o Papa Francisco expulsou um demónio que atormentava um jovem.

PATRIMONIO DO CRISTIANISMO NO JAPAO

PATRIMONIO DO CRISTIANISMO NO JAPAO

O objectivo deste livro e catálogo de fotografias é demonstrar como a Historia do cristianismo no Japão é vista no presente e a partir do Japão. Usei fotografias recolhidas durante o meu trabalho de campo pois retendo apresentar perspectivas de investigação actualizadas na área do património cultural imaterial e mostrar como é necessária uma atitude transdisciplinar para esta temática. No entanto este não é um livro para académicos. Procurei chegar a um formato de divulgação científica, acessível a todos. Pode até dizer-se que este pequeno livro é um portal multidimensional já que, para além da relação com as fotografias, liga-se também com as vídeo-conferências disponíveis no meu canal youtube e com ?Um longo Verão no Japão? (projecto cultural e página Facebook).

AS CONVERSAS SECRETAS DO CLÃ ESPÍRITO SANTO

AS CONVERSAS SECRETAS DO CLÃ ESPÍRITO SANTO

«O grupo acabou e eu não tenho forma de o recuperar.» Foi com esta frase curta e gelada que Ricardo Salgado abriu os olhos dos representantes de cinco ramos da família Espírito Santo, a qual estava a poucos dias de ficar sem o banco e sem o grupo empresarial. O encontro parecia uma cerimónia fúnebre: já havia contas congeladas e faltava dinheiro para pagar viagens, salários, advogados. A derrocada iniciara-se em novembro de 2013, mês em que as reuniões do Conselho Superior do GES começaram a ser gravadas com o consentimento de todos os seus participantes. Foi num destes encontros que Ricardo Salgado tentou empurrar José Maria Ricciardi para fora da comissão executiva do BES – Ricciardi afrontou diretamente Salgado, ameaçando revelar publicamente as razões por que não lhe dera um voto de confiança. Mas o duelo entre os primos, que aqui se conta na íntegra com a transcrição de todas as suas conversas, é apenas uma ínfima parte da Historia que nos é contada pela jornalista Sílvia Caneco. Descoberto o buraco de 1300 milhões de euros nas contas de uma das holdings, o cerco começou a apertar-se. O relato dos últimos dias revela as imposições e as cedências do Banco de Portugal, os telefonemas crispados entre Salgado e o vice-governador e os múltiplos planos que o líder do BES tentou executar para salvar o grupo – e que passaram por venezuelanos, empresários de futebol, Passos Coelho, Paulo Portas, Maria Luís Albuquerque, Carlos Moedas e Durão Barroso. Nestas conversas confessaram-se contornos sobre o famigerado negócio dos submarinos, sobre a comissão do construtor civil José Guilherme ou sobre a garantia de Angola ao BESA. Esta é a Historia de uma família destruída e destituída de segredos, contada pelas vozes dos próprios membros do clã Espírito Santo.