Mostrando el único resultado

VIDAS GASTAS

VIDAS GASTAS

Enquanto descobria a sua faceta de lutador contra a ditadura e a guerra, Paulo Mendes vivia a sua primeira grande aventura, com a Clara, na paixão e no amor. Soube, por acaso, da Revolução de Abril de 1974, no próprio dia, na sua cidade ? o Porto – e festejou-a na rua; entregou-se de corpo e alma ao combate que se seguiu durante o PREC; contudo, a política partidária foi uma desilusão superável. Ao contrário do amor por Clara. Este pregou-lhe uma partida que lhe condicionou gravemente parte da vida. Alguém disse que não existem amores eternos; se existissem, para Paulo Mendes seria uma tragédia. A luta antifascista, as traições, ciúmes, amores e desamores cruzam-se na época de mudança da ditadura para a democracia em Portugal.