Mostrando el único resultado

CAMINHOS TORTUOSOS DE UMA TRANGÉNERO

CAMINHOS TORTUOSOS DE UMA TRANGÉNERO

Caminhos tortuosos, liberdade restrita à vontade alheia, vida em cativeiro, sem culpa, sem crime. Injustiça, frustração, procura incessante. Estereótipos massacrantes, dignidade da pessoa humana moribunda, atingida a cada instante. A guerra para a libertação, travada durante décadas, sozinha. Enfim, terminara, início do caminho sempre sonhado, a vontade própria conseguiu prevalecer. – Agora, em liberdade, já o podia dizer bem alto!!!… – Em todos os caminhos percorridos durante toda a minha vida, não pretendia ser Psicóloga! Não queria ser Jurista! Advogada ou Historiadora! Nem tão-pouco Pensadora ou Escritora! queria ser, apenas e somente, Uma Mulher!!!!!… Finalmente eu. Própria ? A Francisca Solange