O TERRÍVEL, A GRANDE BIOGRAFIA DE AFONSO DE ALBUQUERQUE

28,21

O governador que dominou o Índico
Afonso de Albuquerque, que se tornou célebre pela sua coragem, tenacidade e audácia, é uma das figuras cimeiras dos Descobrimentos portugueses. Também conhecido por O Terrível, conquistou e dominou pontos-chave no oceano Índico através de uma estratégia ambiciosa e de um arrojado conjunto de ações que ampliaram o quadro em que os portugueses se movimentaram no Oriente durante os séculos XVI e XVII, assegurando assim um vasto controlo do comércio de produtos asiáticos, desde o Golfo Pérsico à China. Mas há muito mais para saber sobre esta figura fascinante da Historia Universal, que contribuiu para a estruturação de uma importante entidade imperial portuguesa no Oriente – o Estado da Índia. Quem era na realidade Afonso de Albuquerque? Deixou descendência? E quem era Ximena, a “minha moça Ximena”, nas palavras do governador? Como se processaram as campanhas militares que permitiram a conquista do Índico e cuja chefia revela estarmos perante um homem invulgar que, com forças limitadas e muitas vezes em inferioridade numérica, conseguiu em ambientes hostis vencer o inimigo, graças a uma boa utilização da sua superioridade tecnológica e estratégica? Nesta biografia inovadora e amplamente documentada e ilustrada, o historiador José Manuel Garcia ajuda-nos a conhecer a fundo o percurso de vida e a personalidade de Afonso de Albuquerque, dando voz ao próprio e aos cronistas do seu tempo, para que possamos ouvir o governador do Estado da Índia passados mais de quinhentos anos após a sua morte.

Categorías: , Código SKU: 9789896268459 Etiqueta: Brand:

Información adicional

Editorial

Autor

Subtítulo

O governador que dominou o Índico

Edición

1

Encuadernación

Brochada

Formato

16 x 23,5

ISBN

9789896268459

Páginas

704

Colección

Idioma

Fecha Publicación

01/10/2017

IBIC

HBG 2ADP

IBIC

Temática

Info Autor

Nasceu em Santarém em 1956 e doutorou-se em História pela Universidade do Porto. De entre as suas atividades destacam-se as que manteve na Comissão Nacional para as Comemorações dos Descobrimentos Portugueses e na Fundação Calouste Gulbenkian.