AS PRIMEIRAS

13,96


«De um modo geral, neste tipo de obra, escolhem-se pessoas que são conhecidas do grande público por terem atingido o palco da fama. Aqui o critério de selecção foi outro. As autoras seleccionaram mulheres famosas pelo trabalho que produziram e pelas funções que desempenharam. Mas também outras, desconhecidas ou esquecidas que deram, no entanto, o seu contributo, igualmente precioso, para atingirmos o objectivo maior: o reconhecimento do direito à igualdade e à paridade.» Maria Antónia Palla, in «Prefácio» Em 1946 a atriz Bárbara Virgínia passou para trás das câmaras e dirigiu o filme Três Dias Sem Deus, tornando-se a primeira realizadora portuguesa. Lurdes Baptista escolheu uma profissão que muitos veem como masculina: calceteira. Mas isso não a fez desistir de ornamentar os passeios de Lisboa. A 28 de junho de 1942, o jornal O Século noticiava: «A primeira arquiteta portuguesa defendeu tese na escola de Belas Artes e foi aprovada.» Maria José Estanco tornava-se assim a primeira mulher a exercer esta profissão. Já Maria de Lourdes Pintasilgo foi a primeira chefe de um Governo e Natércia Couto, a primeira maestrina em Portugal. Em 2018, Noémie Freire ocupou um cargo nunca antes atribuído a uma mulher portuguesa: submarinista. Estas são apenas algumas das mulheres retratadas neste livro que nos apresenta a biografia de mulheres pioneiras portuguesas: a primeira advogada, médica, mulher-polícia, faroleira, camionista, aviadora, paraquedista, guarda-freio, reitora, maestrina, realizadora de cinema, maquinista da CP, forcada, juíza no Supremo Tribunal de Justiça, reitora, antropóloga, entre tantas outras. Porque não basta saber o nome das pioneiras portuguesas, é preciso conhecer a sua história e perceber como conseguiram entrar num mundo que lhes estava até ali vedado, abrindo portas para que outras mulheres pudessem trilhar um caminho similar. É esse o intuito deste livro: associar um nome a uma vida, muitas vezes feita de coragem e resiliência, e retirar da sombra vivências e legados de mulheres portuguesas que tiveram a coragem de se emancipar e escolheram ousar e seguir os seus talentos, os seus interesses, os seus sonhos, tornando-se inspiradoras da mudança na senda da igualdade de oportunidades.

Categorías: , Código SKU: 9789896268800 Etiqueta: Brand:

Información adicional

Editorial

Autor

Edición

1

Encuadernación

Brochada

Formato

16 x 23,5

ISBN

9789896268800

Páginas

192

Colección

Idioma

Fecha Publicación

01/11/2019

IBIC

HBG 2ADP

IBIC

,

Temática

Info Autor

LUÍSA V. de PAIVA BOLÉO Frequentou a Escola de Belas Artes do Porto e de Lisboa. Licenciada em História pela Universidade Autónoma de Lisboa. Frequentou o mestrado de História e Culturas do Brasil na Universidade de Lisboa. Funcionária Pública ligada às Bibliotecas, Serviços de Documentação e editora de revistas no Gabinete de Direito Europeu e na CIDM (Comissão para a Igualdade e para os Direitos das Mulheres). Publicou diversos livros, entre os quais se destacam D. Maria I. A Rainha Louca, Lisboa, Esfera dos Livros, 2009 e D. Maria II. A Rainha Insubmissa, Esfera dos Livros, 2014. Colabora no sítio http://www.leme.pt com dezenas de curtas biografias, de que ressalta D. Catarina de Bragança; A Rainha Jinga; Santa Clara de Assis, Carolina Michaëlis de Vasconcelos